6 de set de 2009

Garimpo segunda noite

Sensacional, como costuma dizer Thiago Pereira em seus momentos de maior empolgação.

A segunda noite do Festival Garimpo chutou bundas e desde já fez história com a apresentação da maior banda de rock do Brasil, o Mopho. E não adianta falar que a banda não é isso tudo, pois ela é você não sabe porra nenhuma.

A primeira banda foi o Supercordas, apresentando músicas do novo disco que está pra sair ainda este ano. Eu esperava que fosse uma parada mais caricata (no sentido do bom humor da banda), mas não, foi uma boa banda, com ótimas músicas, tocando direitinho, envolvendo todo mundo e surpreendendo quem não conhecia. Abaixo, Índico de estrelas, pra vocês.



Depois a maior sensação e comoção da noite. Mopho, continuando a hegemonia alagoana do palco do Festival, sobe quase como ilustre desconhecido, poucos conheciam, e ao longo do show o público foi crescendo, o carisma da banda dominando, as canções conquistando, e no final todos tinham certeza que estavam na frente de uma das coisas mais fodas que já vieram tocar por essas terras. Foi de arrepiar.



Depois do apoteótico show do Mopho, o monno encerrava a noite. Com Koala recuperado e de volta tocando bateria como um animal excitado, a banda com o público já na mão tocou bonito, com o Miari feliz e empolgando, se debatendo enquanto cantava e tocava. Sempre bom ver uma banda ser querida em seu quintal.



E hoje tem Violins! Além de Rocks e Bluesatan, vamo vê o que acontece...

Nenhum comentário: