27 de mar de 2008

Diálogo de machos

Damião Arroz diz:
que bichinhas.

Damião Arroz diz:
tá namorando, gay?

Ronaldinho Pernambuco diz:
ahuahuhauhua

Ronaldinho Pernambuco diz:
nada sou um loner cara

Ronaldinho Pernambuco diz:
pego garotas e as descarto como guardanapos usados para limpar sêmem de masturbação

Damião Arroz diz:
hahahahaha

24 de mar de 2008

Gif's


O que você quer?

O ser humano é o mamífero mais confuso que já inventaram.
É serio. Não existe outro bicho com tantos problemas de identidade.
Não existe.

Essa historia de que todo mundo pode tudo, chegou num nível em que ninguém sabe mais o que quer.

Veja esta noticia: U.S.man claims to be pregnant (Homem Norte-Americano diz estar grávido)

Eu não sou um cara retrogrado, pelo menos eu tento não ser.
Mas vamos analisar essa situação:

1 - Digamos que você é uma mulher. Mas você gosta de mulher.
Tudo bem.
Homossexualismo não tem o mesmo impacto que antes, ninguém se importa se você curte ou não o pirú.
Siga sua vida numa boa pegando mulheres.


2 - Opa! Você não é gay, você é um transgênero!
Ok. depois da Roberta Close e do Buck Angel, trocar de sexo já não é nada mistico.
Na verdade é uma coisa bem Harry Potter. Só avise as pessoas com que você vai se envolver. Afinal você não quer que ninguém tenha crise de identidades por causa da sua sexualidade.


3 - Você e sua companheira querem ter uma criança.
Ok. No problemo.
Por mais que seja difícil e a que sociedade faça aquela cara de bunda, não há problemas.
Ruim mesmo é colocar crianças em sacos e jogar em lagoas.
(Por mais que pareça divertido, isso é um crime. Não jogue seu lixo por aí!)


4 - Sua companheira é estéril, você terá que engravidar.
Vamos recapitular:
Você era mulher, depois lésbica, depois homem casado e agora é um homem grávido!!!

Sério.
Eu não queria ser amigo seu.
Deve ser confuso demais.

Interessado em ser um homem grávido?
Saiba mais AQUI!

14 de mar de 2008

Sádica

Não é bem uma novidade, mas só pude ver o filme do filha lésbico da Gretxe esses dias. E como o assunto já está defasado, tenho dificuldade de encontrar alguém que tenha interesse em comentar umas coisas do filme, por isso compartilho com geral pra ver se consigo alguma opinião sobre:

- O bigodinho do Thammy Gretxe;

- A trilha sonora igual as vinhetas de passagem de Malhação, que dá a impressão de que o Chorão entrará poetando no momento em que as garotas se chupam loucamente;

- As porradas que as meninas desferem umas contra as outras, o que sugere que em alguns momentos uma das meninas se apossa de um piru imaginário e destrói a outra de pancadas e estocadas;

- O celular de alguém da técnica, que toca umas duas vezes;

- As cuspidas agressivas que as moças dão umas nas genitálias das outras.

É, é isso. Achei o filme uma merda.

13 de mar de 2008

Da uma moral Zé / Procure um psicólogo

Dá uma moral Zé...










Procure um psicólogo...

Por alguma razão idiota o destino me fez um para-raio de problemas alheios.
Não é que seja um daqueles caras que não liga para o mundo, ta pouco se fudendo pra Amazônia e pra AIDS alheia. Eu minto sempre e digo que me importo. Sempre.

Acho importante mostrar um posicionamento sobre estas questões mundiais e tal.
Mas é só pose mesmo. Na real eu estou mais interessado em ficar em casa fazendo nada.

Mas como disse, as pessoas me escolhem para desabafar seus problemas. É um saco.
Os problemas alheios são mais chatos que os meus. Por mais que algumas vezes eu tenha oportunidades de sentir-me feliz com a minha vida, afinal tem sempre alguém bem na merda que gosta de desabafar com todo mundo, eu acho uma merda.

Não sei o que rola. Deve ser a minha cara.
- Olha aquele cara com um poodle morto na cabeça, acho que vou desabafar com ele!! YAY!

Tipo, O QUE PASSA NA SUA CABEÇA?
Serio.
O QUE?

É pra se foder mesmo.

Então fica a dica.
Não conte dos seus problemas para os outros.
Pague alguém pra isso.
As pessoas fazem psicologia para poder agüentar esse tipo de merda, eles recebem por isso.
Não boicote a profissão deles.
Procure um psicólogo.

E se me ver na rua, não me fale de seus problemas.
Eu posso até escutar, mas estarei mentalizando câncer pra você.

Bjo do porco.

11 de mar de 2008

Post Avove 1979

Como prometido no post abaixo...









Aqui o tum que devia ter sido publicado mês passado... com vocês: Alalaôr e sua conclusão sobre o trabalho e a falta dele. É só clicar!








UM MÊS SEM POSTAR NADA! ÊÊÊÊÊ

Isso mesmo, depois de comemorarmos nosso primeiros mil acessos, paramos tudo e começamos do zero!

Não vou botar a culpa em monografias, mulheres, lesações, viagens, jogos de azar e na primeira temporada completa dos Flashmens em três DVDs por não postarmos nada. A verdade é que acabou nosso estoque de papel vegetal e ficamos esperando no porto seco de Betim durante um mês a entrega do fardo com novo estoque.

Mas agora sim podemos voltar a postar. E pra começar uma ode aos gatos, e pra terminar, a apresentação do nosso taxista Alalaôr, que originalmente ia fechar com chave de ouro nossa outra ode - ao desemprego - mas ficou parado no ponto esperando a gente ligar de Betim.

Paz, luz, masturbação!
Família Mongoteca

Nota dos editores: os cartuns não puderam ser postados devido ao erro de código BX5813 do Blogspot, que nos pediu desculpa pelo transtorno. Como essa postagem é originada de uma lanhouse e o tempo está acabando, as piadinhas ficam pra mais tarde. Volte daqui há pouco. Merda de Blogspot.