26 de jul de 2010

Rock pelo Niemeyer 2

Márcio Jr., um dos arcanos do Mechanics e da Monstro Discos me avisou por e-mail que

"Ontem tinha mais de 1000 pessoas no Rock Pelo Niemeyer. Tivemos que terminar mais cedo porque a coisa ficou perigosa. Rodovia canseira e molecada doida correndo na frente dos carros. Mais uma vez, mostramos o tamanho do nosso simpático pau. Estamos nas ruas, fazendo som pra maluco e cobrando aquilo que é de direito do povo. No que isso vai dar? Já deu e continua dando: vamos lentamente mostrando que a moçada não é um bando de idiotas. Ou ao menos não é só isso. Rock (de verdade) é coisa séria."

Pra quem não sabe grupos culturais da cidade têm lutado contra o descaso do governo Goiano com o espaço, que é sub-utilizado mas tem potencial para ser uma das principais referências culturais de Goiânia.

Publico a peleja dos goianos pois aqui em BH temos uma parecida contra a Prefeitura, desde que foi decretado de que a Praça da Estação não está mais acessível ao público e aos grupos artísticos da cidade, a não ser que se pague 10 mil reais por dia para uso do espaço.

Agora a Coca-cola pode usar o espaço e a prefeitura pode criar eventos e vender cotas de patrocínio para empresas exporem suas marcas, mas os grupos teatrais, de dança e música não podem se apresentar gratuitamente (há não ser que paguem 10 mil reais) para o público. Uma roda de violão de amigos já chama a atenção dos guardas que averiguam o que está acontecendo, e a população que usa o lugar como simples espaço de lazer ganhou a pecha de manifestante.

Então continuemos ligado a questão, e percebendo como as turmas da música (e não só da música claro) tem se juntado para tratar de política.

Acesse http://pracalivrebh.wordpress.com - para saber mais sobre a Praça Livre.

E clique abaixo para ver o clipe novo do Mechanics e imaginar o barulho que foi feito em GO durante o Rock pelo Niemeyer.



Boa semana.

Nenhum comentário: