28 de abr de 2009

A verdade, nada mais que a verdade...

Vocês querem saber a verdade sobre o incidente do sumiço do dinheiro do fanzine Quase? O que realmente aconteceu?

Precisei do dinheiro pra pagar a quimioterapia da minha mãe.

Na época fui crucificado, execrado e estuprados por todos os agitadores culturais de Vitória.

Mas não me arrependo de nada. Minha mãe está curada e agora dá aula de artes-cênicas na UFES.

Eu ia roubar o dinheiro para financiar o meu longa sobre o Mozine...

Eu ia roubar o dinheiro para financiar uma gravação do Ócio produzida pela Pitty...

Sempre soube que vocês ficaram putos com o Fabinho, porque ficaram com inveja da atitude altruísta dele.

É isso mesmo Keka, esses dois só queriam ter roubado a grana antes do Fabinho.

Eu ia roubar a grana e gastar tudo com cocaína e passagens para Cachoeiro de Itapemirim.



Brincadeira galera! Só uso Cristo no coração!!!

Também tava brincando galera! Peguei a grana e fiz o piloto da Turma da Mônica Mangá.


Valeu Furlan, continue visitando nosso site!

2 comentários:

Meu nome não é Olga disse...

me escorreu uma lágrima qdo vi essa foto do fábio da época que ele ainda não era obeso e ladrão. mas já era doido.

obrigado por essa alegria. tão add. bjo no coração.

Raul disse...

Eu nunca destruiria minha saúde, minha vida, muito menos a conta bancária da Quase com passagens para Cachoeiro de Itapemirim.